- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado dos meus fados

José Manuel Mendes / Joaquim Campos *fado vitória*
Reperório de Carlos do Carmo

Sou trova da madrugada
Poema do sol disperso
Numa guitarra trinada;
E o jeito seguro e certo
Que foi raíz encontrada
Memória de mim tão perto

Bairro de luz e queixume
Trago tabernas no olhar / Na noite acendi o lume
E nos braços do luar
Vou de paixão em ciúme / Na crença de te encontrar

Nos fados de muita idade
Busco a luz do meu país / Sou homem desta cidade
Pelo que fiz e não fiz
Dou o sonho á liberdade / Quero um destino feliz

Falo de todos os fados
Sou raíz duma miragem / Não levo os anos contados
Canto-me e vou pela margem
Dos destinos já traçados / Numa saudade em viagem