- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

À porta do fado

Letra e música de Paco Gonzalez
Repertório de Artur Batalha 


Não quero perder mais tempo contigo
Impus-te o duro castigo 
De nunca mais te querer
Não quero reviver o que foi nosso
Pois francamente não posso

Mesmo que viva a sofrer 

Isto disseste tu, eu concordei por fim
Não mendiguei amor, nem quis saber de mim
Fiquei ao Deus dará, só dei razão a quem
Na vida, nunca amou assim como eu amei 


O tempo marcou horas de tristeza
Sem haver na tua mesa 

O pão do carinho meu
O tempo deixou-te à porta do fado
Mas como estou tão cansado

Não quero nada que é teu