<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>
Loading ...
<> <> <> <> <>
Vai certamente encontrar // Algumas incorreções /:/ Se quiser, pode ajudar // Com boas informações.

<> <> <> <> <>
As letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <> <> <>
A seguir aos índices encontrará uma lista aconselhável de FONTES de FADO !!!

<> <> <>

<> <> <>
5.680 Letras / 1.320.000 VISITAS // JULHO 2019

Das cinco às sete

Rosa Lobato de Faria / Mário Pacheco
Repertório de: Camané

Pelas cinco da tarde é que o sonho começa
A tua mão na minha
E a tua cabeça encostada ao meu ombro
Depois é o assombro
Do amor reencontrado a sós no nosso canto
O silêncio e o espanto
A paixão, o segredo, a recusa do medo

O meu falar alegre, o teu livro tão sério
A música tão leve
O instante tão breve, o motivo, o mistério

Pelas sete da tarde é que o sonho termina
Afrontamos a rua, a tua mão na minha
Um trejeito na alma
Um tremido na boca
Até que a multidão me leva e me sufoca
E nos desprende e solta

Os meus dedos dos teus
Há um barco que grita, um comboio que chora
Num mar de gente à deriva, e eu, náufrago da hora
Ergo um braço no ar
P’ra te dizer adeus