-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.350' LETRAS <> 3.257.500 VISITAS * MAIO 2024 *

. . .

Estas quadras que vos deixo

António Aleixo / Helena Moreira Viana
Repertório de Maria do Rosário Bettencourt


Tu és fonte de água parda 
Que deixa ver a nascente
Porque me mostras na cara 
O que o teu coração sente

Se te censuram estás bem 
P'ra que a sorte te perdure
Mal de ti quando ninguém 
Te inveje, nem te censure

Diz que viver é sofrer
Concordo, mas não compreendo
Que a ninguém oiço dizer
Quanto se aprende sofrendo
Após um dia tristonho
De mágoas e agonias
Vem outro, alegre e risonho
São assim todos os dias


Está na mão de toda a gente 
A felicidade, vê lá
Que o homem só 'stá contente 
No lugar onde não está

O mundo só pode ser
Melhor do que até aqui
Quando consigas fazer 
Mais p’los outros que por ti