- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Pardalitos

Letra e musica de Filomeno Silva
Repertório de Filomeno Silva

Saltam da ponte como pardais a voar
Contam á gente o sabor que a vida tem
E não dão conta dos saltos que a vida dá
Esses putos que amanhã serão adultos também

Começam por andar ao desvario
Esquecem a fome e o frio
Só p’ra andar na brincadeira
Seus olhos são a corrente do rio
Cada barco é um navio
Para os putos da Ribeira

A vida destes meninos
Que nos seus corpos franzinos
Vivem á mercê da sorte
Não conhecem fados nem destinos
P’ra esses pardais pequeninos
Não há maldade nem morte