- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Alfredo Marceneiro

Tributo de Carlos Conde
---
Marceneiro, a voz do fado
Castiço, triste, dolente
Só foi grande no passado
P’ra ser maior no presente

Nas suas rimas de amor
De boémia e tradição
Perpassa todo o sabor
Dos tempos que já lá vão

O Marceneiro é só ele
Não precisa ir mais além
P’ra assinar a mais fiel
Legenda, que o fado tem