- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

À distância

Carlos Leitão / Jorge Fernando
Repertório de Carlos Leitão 

Na distância que me deixa sem te ver
Há a saudade a sufocar-me sem gritar
O sangue quer correr mas já não corre
O dia quer morrer mas já não morre
Porque ao cantar seremos sempre a sede eterna
Do meu corpo por te amar

Não sei ser apenas eu
Escreverei as cartas vãs em alma nua
A chuva certa e o teu nome pela rua
E como não sei ser apenas eu
Deixa-me a distância, meu amor
Pois só assim te sei mentir como estou bem
Chorar-te o meu sorriso, chamar-te amor
Como não sei chamar a ninguém