- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Desculpem qualquer coisinha

Letra e música de Paulo de Carvalho
Repertório do autor

A palmadinha de amigo nas costas
O sorrisinho p’la frente
Por trás as bocas foleiras, já gastas
Mas são todos boa gente

Não frequento as cantigas da moda / Nem grupos de opinião
Quem está in, incomoda / Quem está out, é que não

Desculpem lá por qualquer coisinha / Mas isto também é fado
Até os grandes parecem gentinha / Mas eu vou bem, obrigado

Entre a cerveja e a passa e o gozo / Criticotar não tem regras
Estás armado em mete nojo / Cantas bem mas não me alegras

Com amigos como estes
Não preciso de inimigos

E digo, é a ultima vez / Que me prendo a coisas beras
Recado de um português / Que se vê lançado ás feras

Ai minha gente, minha grande dor / Nós somos todos o fado
Um abraço com amor / Adeusinho e obrigado