- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado não Valentim

João Gigante-Ferreira / Popular
Repertório de Helena Sarmento

Eu quero cantar palavras / De letras por inventar
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem
Implacáveis como espadas / Tão profundas como o mar
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem

As palavras por dizer / Por dentro das que são ditas
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem
Impossíveis a crescer / Por fora das mais bonitas
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem

Ditas todas devagar / No silêncio mais sonante
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem
Como um conto d' encantar / Como a vaga mais distante
Quero outro fado ó-laró-lar
Quero outro fado ó-laró-meu-bem

E quando para as cantar / Elas se façam escrever
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem
As letras serão meus lábios / A tinta o meu sangue a arder
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem

Dizer palavras de mel / Até a voz ficar rouca
Quero outro fado ó-laró-laró
Quero outro fado ó-laró-meu-bem
Distante da minha pele / Nos beijos da tua boca
Quero outro fado ó-laró-laró
Nos beijos da tua boca