- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Elegia do amor *Camané*

Teixeira de Pascoes / Fernando Freitas *fado noquinhas*
Repertório de Camané

O meu amor por ti, meu bem, minha saudade

Ampliou-se até Deus, os astros alcançou
Beijo o rochedo e a flor, a noite e a claridade
São estes, sobre o mundo, os beijos que te dou

Todo eu fico a cismar, na louca voz do vento
Na atitude serena e estranha duma serra
No delírio do mar, na paz do firmamento
E na nuvem que estende as asas sobre a terra

Vivo a vida infinita, eterna, esplendorosa
Sou neblina, sou ave, estrela, azul sem fim
Só porque, um dia, tu, mulher misteriosa
Por acaso, talvez, olhaste para mim