- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Quando voltares

Artur Ribeiro / Jorge Fontes
Repertório de Manuel de Almeida

Quando me lembro criança, da nossa vida passada
Eu peço a Deus que te traga
de novo ao nosso abraço
Para num beijo fremente, cheio de amor e perdão
Poder matar as saudades q
ue trago no coração


Quando voltares de viver sem mim, cansada
Saudosa e já convencida
Do que a vida se resume
Vais encontrar a minha porta fechada
E a tua chave escondida
No cantinho do ostume
 
Vais encontrar no jardim as rosas do teu agrado
E dos teus cravos vermelhos o nosso quarto enfeitado
E na tua travesseira
vazia ao lado da minha
Vais ver as marcas do pranto que chorei pela noitinha