- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado de Arraiolos

Carlos Leitão / Henrique Leitão
Repertório de Carlos Leitão

Os olhos deslumbrados pela loucura
Ao verem as searas desmaiadas
Imploram entre lábios de doçura
A morte de tão tristes madrugadas

Arrasta-se um silêncio mal tratado
Urgente, nesta sede de esquecer
E fica mais de mim, abandonado
E caio à escassa fome de viver

Nos campos onde o corpo tem sentença
Hé gritos de dois braços junto ao céu
Suplicando o fim em recompensa
Por tudo o que quisera a se perdeu

Mereço a tua imagem pelo trigo
A lonjura do amor que já não vi
O choro, meu amor, é o meu castigo
Porque afinal, fui eu que te perdi