- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Meio palmo de silêncio

Rui Manuel / Arménio de Melo
Repertório de Chico Madureira

Há só meio palmo de silêncio a separar
A razão que cada um de nós diz possuír
Embora pequena, essa distãncia há-de bastar
Se nada fizermos no sentido de impedir

Que o orgulho possa ganhar corpo, ganhar voz
E venha erguer um muro ente nós

Se duas pessoas não conseguem conviver
Não espanta que o mundo mostre isso em ponto maior
Tornamos difícil o que é fácil de dizer
Jé basta de silêncio, meu amor

Há só meio palmo de silêncio e todavia
As bocas não ousam a palavra que o transponha
As mãos vão retendo uma carícia que se adia
Os olhos escodem o remorso ou a vergonha

De não ter coragem p’ra fazer um simples gesto
E deixar que a ternura faça o resto