- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Esta voz *H.Moutinho*

Hélder Moutinho / Ricardo Pereira
Repertório de Hélder Moutinho

Esta voz com que te chamo, não é minha
É do vento que se estende nas praias da solidão
É um grito de paixão que se avizinha;
Esta voz com que te chamo, não é minha
Mas é minha a condição

Esta voz com que te chamo na ternura
Dos teus olhos, verdes campos, mar sereno côr do mar
É um grito de paixão, quase loucura;
Esta voz com que te chamo, é quase pura
Quando chama o teu olhar

Nossos fados são assim quase dispersos
Envolvidos num segredo que não queremos revelar
Num poema onde os versos são diversos;
Nossos fados são dispersos
Mas não sabemos sonhar

Esta voz com que te chamo, é quase louca
Água pura, doce mel
Mas não sabemos sonhar