As 5.205 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Vem como és, amor

Vasco Lima Couto / Armindo Fernandes
Repertório de Alice Maria

Não esperes que eu seja
Aquela gota d’água que circula
No lugar onde a sombra está sozinha
Não esperes que eu veja
A solidão da árvore que ondula
Quando o teu corpo livre me encaminha

Vem como és amor. perdendo ruas, casas e lugares
Para o vento te guiar á despedida
Não te fique o sabor, o amargo sabor de só me achares
Depois de morto o coração da vida

Não esperes que eu cante
Mais que este mar que eu dou á poesia
Calcando as areias do meu pensamento
Que o meu sonho é emigrante
Que se não parte a desenhar o dia
Na boa noite amargurado e lento