- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Menina do lenço preto

Manuel de Almeida / Popular *fado das horas*
Repertório de Manuel de Almeida 

O meu destino é amar
Ai amor, quisera eu
Ir ao céu agradecer
O destino que me deu

Menina do lenço preto / Tenha cuidado consigo
Vão dizer que tomou luto / Por ‘star zangada comigo

Partiste, fiquei chorando / Voltaste, chorando estou
Voltou a tua presença / Teu coração não voltou

A esperança é como o sol / Que nos enche de alegria
Se ela parte, faz-se noite / Ela volta, é logo dia