- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Talvez um dia, quem sabe

Carlos Escobar / Vital D’Assunção
Repertório de João Tenreiro


Talvez um dia, quem sabe / O amor tenha razão
E o braço que tem desejo / Na loucura deste beijo
Dê razão ao coração

O azul do teu olhar / Tem um negro de ternura
Agarras um grito rouco / Pelo muito que foi pouco
Pelo medo da loucura


Ó Deuses rezem por mim
Por razões que não vos dei
Quero o meu ombro cheiinho
Se o mereço Deus, não sei

Ter amor é dar o braço / É um olhar de revés
Dois olhares, cumplicidade / Num olhar que dá verdade
Da verdade que tu és


Verdade que tenho em mim / De um perdão que não me cabe
Ilusão de amor perdido / Num perdão de amor sofrido
Talvez um dia, quem sabe