- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Aquela estrela

José de Vasconcellos e Sá / Arlindo de Carvalho
Repertório de António Pinto Basto 

No céu azul uma estrela / Apaixonou-me e sorri
Estela de luz tão bela / Na vida, nunca mais vi

Bebi água num ribeiro / Matei a sede que tinha
Sentei-me no chão à espera / A ver se a estrela vinha

Vivo as manhãs sem regresso
Canto as orações em verso
Um milagre a deus pedi
Gostava tanto de ver
Ainda antes de morrer
Aquela estrela que eu vi

O céu azul ali estava / Morreram noites e dias
Num ermo eu só, escutava / Madrigais de cotovias

Se a luz de uma madrugada / Nos há-de aquecer depois
O mundo será pequeno / Para vivermos os dois