- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Marés de Lisboa

Isidoro de Oliveira / Jaime Santos *fado alfacinha*
Repertório de Manuel Cardoso de Menezes

Lisboa, o Tejo a brincar
Anda ao sabor das marés
Se desce foge p’ró mar
Se sobe beija-te os pés

Se sobe beija-te os pés / Não desprezes esse beijo
Porque tu só és quem és / Por estar à beira do Tejo

Por estar à beira do Tejo / Foi marinheiro o teu povo
Que cumprindo o teu desejo / Descobriu o Mundo Novo

Descobriu o mundo novo / Que ao Tejo trouxe riqueza
Tornou famoso este povo / E a ti deu a grandeza

E a ti deu a grandeza / Que te fez temida e forte
Fez de ti uma princesa / Foi ditosa a tua sorte

Foi ditosa a tua sorte / Que agora está a mudar
Mas mudança não é norte / Não deves desanimar

Não deves desanimar / Porque Deus nunca nos falta
Na vida como no mar / Volta sempre a maré alta