- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado de Lisboa

Manuel Alegre / João Braga
Repertório de João Braga

Tem navios nas vogais
Gaivotas nas consoantes
Em cada sílaba um cais
Para o mar de nunca dantes

Lisboa tem brancas velas / Suas letras são sinais
Caravelas, caravelas / Que não voltam nunca mais

Cais de partida e chegada / Cheira a sul e oriente
Esta é Lisboa prezada / De tão desvairada gente

Com Fernão Lopes, foi prosa / Com Cesário, alexandrino
Rua a rua, rosa a rosa / Lisboa é fado e destino