- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Morreu um poeta

Rui Manuel / Vital d'Assunção
Repertório de Chico Madureira

Silêncio...

Hoje morreu um poeta
E a carne morreu esquecida
Como esquecida viveu
Silêncio...

Hoje morreu um poeta
Que espalhou rimas de vida
Nos poemas que escreveu


Fez rimar terra com pão / Emigrante com fronteira
E rimou humilhação / Com repulsa e bebedeira

Fez um terço de poesia
/ Bem na ponta dos seus dedos
Rimou dôr com alegria
/ E criança com brinquedos

Fez rimar ponte com rio / Pescador com tempestade
Rimou estiva com navio / Grilhetas com liberdade

Na inspiração maior
/ Que um verso pode conter
Rimou amor com amor
/ E ternura com mulher