- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Rosa gelada

Manuel Delindro / Júlio Proença *fado puxavante*
Repertório de Manuel Delindro

Bate de chapa o luar
Na casinha onde tu moras
É decerto o teu olhar
Que me vai fintando as horas

Quantas noites hora morta / Passa a guitarra na rua
A saudade bate á porta / Parece mais triste a lua

Guitarradas guitarradas / Tristes no seu soluçar
São almas crucificadas / Numa noite sem luar

Puseram-te o nome Rosa / E talvez por ser assim
Te mostras tão orgulhosa / Nem sequer olhas p’ra mim

Se tens vidro no telhado / Pedras não vou atirar
Olha bem o teu pecado / E deixa os outros pecar