<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.845 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Soneto presente

Ary dos Santos / Nuno Nazareth Fernandes
Repertório de Maria Armanda 

Não me digam mais nada senão morro
Aqui neste lugar dentro de mim
A terra de onde venho é onde moro
O lugar de que sou é estar aqui

Não me digam mais nada senão falo
E eu não posso dizer eu estou de pé
De pé como um poeta ou um cavalo
De pé como quem deve estar quem é

Aqui ninguém me diz quando me vendo
A não ser os que eu amo, os que eu entendo
Os que podem ser tanto como eu
 
Aqui ninguém me põe a pata em cima
Porque é de baixo que me vem acima
A força do lugar que for o meu