- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Atlântico

Letra e musica de Jorge Fernando
Repertório do autor

Donde vem esta água, espuma breve
Que torna a areia quente, areia d'água
Aonde retorna ela que me leve
Às margens que me afundam nesta mágoa

Donde vem esta água, imensos céus
Que quem do céu a visse ela sonhasse
Ser o infinito azul onde está Deus
Donde toda a vida emanasse

Donde vem esta água, que olhos tristes
Se desfizeram em sal na água virgem
Quantas velhas lágrimas tu viste
Mesno a rolar na face dos que fingem

Donde vem esta água, de que mãe
Que ventre a deu então à terra quente
Que arrasta em si a vida quando vem
E quer-se repartir por toda a gente