- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Povo que lavas no rio

Pedro Homem de Melo / Joaquim Campos *fado vitória*
Repertório de Amália

Povo que lavas no rio
E talhas com teu machado
As tábuas do meu caixão
Pode haver quem te defenda
Quem compre o teu chão sagrado
Mas a tua vida não

Fui ter à mesa redonda
Beber em malga que esconda / O beijo, de mão em mão
Era o vinho que me deste
Água pura, fruto agreste / Mas a tua vida não

Aromas de urze e de lama
Dormi com eles na cama / Tive a mesma condição
Povo, povo, eu te pertenço
Deste-me alturas de incenso / Mas a tua vida não

Povo que lavas no rio
E talhas com teu machado / As tábuas do meu caixão
Pode haver quem te defenda
Quem compre o teu chão sagrado / Mas a tua vida não