<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Eléctrico amarelo

Carlos Tê / Rui Veloso
Repertório de Cristina Branco

Sentei-me ao lado do tempo
Num eléctrico amarelo
Senti-me um rei em viagem
Sobre rodas, num castelo

Da janela, os jardins / Eram legos fabulosos
Com faunos e arlequins / E arcamjos preguiçosos

Uma voz disse cordata / *O bilhee por favor*
Pareceu-me que era de prata / O alicate do revisor

Depois tudo se sumia / Ao chegar ao meu destino
O passageiro crescia / E deixava de ser menino

Não via o tempo ao meu lado / Nem dei por ele descer
Ia no passeio, apressado / Rumo áquilo que eu vou ser

Lá vai o eléctrico, vai / É bonita essa aguarela
Menino ao colo do pai / Dizendo adeus, à janela