- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Auto-retrato de Simone

Letra e musica de António Sala
Repertório de Simone

Nasci embalada no canto crescido da gente miúda
Cresci aquecida pelo sol de inverno que o vento não muda
Cantei desfolhadas, cantei sete letras, tangos ribeirinhos
Cantei os poetas, gritei os poemas, que são meus caminhos

Maria saudade, mulher solidão, tem sido o meu canto
Ou não é verdade, é mais realidade que um grito d'espanto
Mudei o cantar e a forma de amar aqui onde estou
Virei os destinos, mudei os meus hinos, mas sei onde vou

Sou mulher adulta, cresci no meu canto
Sou mulher e mãe
Meu nome é verdade, venci a saudade
Nasci de ninguém
Sou mulher adulta das tuas raízes
Espalhadas p'lo mundo
Dei filhos aqui num hino profundo
Que é um canto de mim