- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

No pó que ficou

José Luís Gordo / Joaquim Campos *fado amora*
Repertório de Aldina Duarte

Já tenho a saudade gasta
Deste nosso amor amigo
Já pouco ou nada me basta
Senão um retrato antigo

E numa cómoda antiga / Um naperon de renda fina
Rendilha ainda a cantiga / De quando eu era menina

E a cama velha, lá está / Abandonada de gente
No pó que ficou por lá / Escrevi o teu nome ausente

E na moldura da vida / Onde tu cabes perfeito
Eu ganho a esperança perdida / Que deixaste no meu peito