- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.170 LETRAS PUBLICADAS // 2.000.000 VISITAS // DEZEMBRO 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que nao constam do índice.

Caso encontre alguma avise-me, por favor.

Se não encontra o Fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

A marcha da Bica

Frederico de Brito / Alves Coelho
Repertório de Fernando Farinha


Hoje a marcha sai, mas que reinação
Vem o bairro inteiro que eu já sei
Olha como vai cá o meu balão
Belo companheiro que arranjei

Quando a Bica tem que mostrar quem é
Tem sempre alegria até ao fim
À rua não vem quem lhe bata o pé
Onde ela chegar é sempre assim

Que rica que vai a Bica
Vai com tal graça e
tem um certo não sei quê
Que linda que ela é ainda
Por onde passa a
té alegra quem a vê
Lisboa, hoje enfeitou-a
Fez dela agora um arraial de amor e fé
Foi posta naquela encosta
Só quem lá mora é que conhece o que ela é


Rosas aos montões, arcos e balões
Ai como ela ficou, ai Jesus
Eu ia apostar que o próprio luar
Até cá na Bica tem mais luz

Quem tem mal d'amor, seja lá qual for
Vá até á Bica devagar
Mas cuidado sim, que a Bica é assim
Pode qualquer dia lá ficar