As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Velho fado

Letra e musica de Jorge Fernando
Repertório do autor

Quando a saudade me chama eu fico triste
Quando o fado reclama a minha dôr
Exponho a minha alma na voz que não resiste
Em ficar triste, em ficar triste

Quando as palavras entoam esta tristeza
Que o português traz do berço, por herança
A minha alma antes livre, fica presa
A esta tristeza, a esta tristeza

Fado... p
orque teimas, velho fado
Nesse tom amargurado

Que entristece quem o sente
Fado... q
uem te deu a nostalgia
E a recusa em querer o dia

P'ra cantar a tua gente
Fado... não há voz que te não cante
A desdita do amante

Que p'la dôr se fez fadista
Fado... das noitadas, dos gemidos
Dos trinados destemidos

Entre as mãos dum guitarrista

Quando a guitarra me pede, eu dou a voz
Quando a viola balança no meu compasso
Eu fecho os olhos e voo dentro de vós
Na minha voz, na minha voz

Quando a guitarra suspensa no meu cantar
Procura a frese devida num desafio
Há um segredo ancestral que vem do mar
No meu cantar, no meu cantar