- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Tarde negra

Manuel Andrade / Alfredo Duarte *fado cravo*
Repertório de Carlos Mendes Pereira

Vida, que vida é a nossa
Feita de escolhos, sem porto
De gaivotas sem voar
Já não há sonhos que eu possa
Sonhar, nesse sonho morto
Que matamos a sonhar

Passou triste a claridade / Dessa madrugada fria
Em que o mar nasceu p’ra nós
E voltou nua a verdade / Verdade que o mar dizia
Para além da sua voz

Mar que foi meu pensamento / Gaivota que foste um dia
Incertezas que cruzamos
Praias perdidas no vento / Tarde negra, negra e fria
Em que nós mudos ficamos