- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.175 LETRAS PUBLICADAS // 1.930.000 VISITAS // OUTUBRO 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra o Fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

Como chuva em agosto

Letra e música de Tó Zé Brito
Repertório de Gonçalo Salgueiro

Como chuva em Agosto
Nunca nada é para sempre
Tudo muda tudo passa
Nunca nada é permanente

Como chuva em Agosto / A vida nunca é igual
Tudo nela é passageiro / Nada é intemporal

Por isso te vou esquecer / Vou pensar em mim primeiro
Vou ser frio como o gelo / Como a chuva de Janeiro

Como chuva em Agosto / Não há dois dias iguais
Alguns marcam-nos o rosto / Outros são dias banais

Como chuva em Agosto / Nada na vida é eterno
Por vezes vamos ao céu / Outras vezes ao inferno