- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lua semi-nua

Paulo Bragança
Repertório de Paulo Bragança

Vai saír a lua / Louca, semi-nua
Vai saír plebeia / Ei-la que se anseia

Sai da réstea lua / Nuvem de luz crua
Sai do seu andante / Mar do teu semblante

Doida se insinua / Frágil de tão nua
Do pranto raínha / Morre só, sózinha

Sai da tumba, lua / Vampiro te possua
Na treva tão fria / Ergue-te, alumia