<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
As 5.760 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Ninguém me vê

A.C.Firmino / Tiago Machado
Repertório de Marco Rodrigues

Onde estou, ninguém me vê
Passar por este mundo que é só meu
Sou narrador e a lua 
É a testemunha deste meu viver

São estas ruas que me viram nascer
Onde aprendi que ser do bairro, é ser Lisboa
E amanhã, eu sei, vou ser alguém
Porque a minha história não começou

A noite cai, ninguém me vê
Passar por este mundo que é só meu
Chorei por ti, que estranho amor
Teu beijo que me dói tanto no peito