- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O pão das palavras

Pedro Assis Coimbra / Pedro Pinhal
Repertório de Joana Amendoeira

Vem meu amor, vem até mim
Traz-me manhãs claras no pão das palavras
E os afluentes da musica nas açucenas dos lábios

Vem meu amor, vem até mim
Traz-me tardes de sol nas janelas dos dedos
E as cinzas mornas do fogo no forno das carícias

Vem meu amor, vem até mim
Traz-me noites secretas no teu sorriso de cetim
Lareira da minha alegria, da nossa canção sem fim

Vem meu amor
Vem comigo... vem por mim