- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Para dizer à guitarra

António Botto / Luís Pedro Fonseca
Repertório de Cristina Nóbrega

Cantar...
Não há ninguém que não cante
Mesmo em silêncio, ninguém
E às vezes a gente canta sem vontade, sem prazer
Apenas para mostrar que a vida sem esse além
Não tem uma razão de ser

Cantar...
Para dissuadir os venenos do ciúme
Ou para ficarmos sós com a nossa consciência
É sempre som que se espalha e fica na eternidade
Esse momento vivido nas sombras de uma saudade
Há sempre a visão amarga de um coração iludido

Cantar..resumo liberto
De tudo o que anda a viver
E o mundo cabe inteirinho numa nota musical
Que se escapa da garganta de quem canta o que souber