- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cantiga do semeador

João Dias / Fontes Rocha *fado isabel*
Repertório de Rodrigo 

Não sou demónio nem santo
Não tenho nada de meu
Se não os versos que canto
Para dizer que sou eu

E tudo quanto aprendi / O meu povo me ensinou
Por isso é que estou aqui / Cantando o povo que sou

Não trago armas de guerra / Nem discursos de entreter
Mas p’ra amar a minha terra / Peço meças a qualquer

Meus pulmões têm mais ar / Meus olhos, mais infinito
Mais braços para enfeitar / Searas no chão que habito

Em cada alma um poema / Em cada corpo uma flor
Justiça aos braços que remam / E às mãos do semeador