- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cidade garrida

Fernando Peres / Jorge Barradas
Repertório de Beatriz da Conceição

Lisboa, os bairros a teus pés
Dão forma ao que tu és / Mulher feita cidade
Lisboa, poema do passado
Nas rimas do meu fado / Com alma de saudade

É sina tua / Saber ser contente
E vens p’ra rua / Só p’ra vires c’oa gente
Balão aceso pela tradição
Bem preso, junto ao coração

Cidade garrida
És a melhor verdade para cantares a vida
Com benção de lua
Tens alma e coração de rua

Lisboa, tens sons de sinfonia
E gritos de alegrian / Promessas de verdade
Lisboa, janela aberta á vida
Numa esperança perdida / Só p’ra fazer saudade

É sina tua / Querer andar contente
E vens p’ra rua / P’ra cantar c’oa gente
Balão aceso pela tradição
Bem preso, junto ao coração