- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Poema do nosso amor

Hortense Viegas César / Henrique Lourenço *fado cigana*
Repertório de Carlos Zel

De tanto pensar em ti
Desde que te conheci
Chego a não compreender;
Qual a razão ou motivo
Se é por mim próprio que vivo
Se és tu quem me faz viver

E fico então, convencido
Que este afecto desmedido / Passa as normas usuais
Mas corre dia após dia
E descubro por magia / Que te amo ainda mais

Não tentes compreender
A causa deste meu querer / Para amar não há razão
Só podemos assumir
É inútil discutir / As razões do coração

Talvez que nesta loucura
Se resuma por ventura / Tudo o que não sei dizer
O que sinto é tão maior
Que não cabe, meu amor / Nas palavras que disser