As 5.205 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Respiração

João Gigante Ferreira / Joaquim Campos da Silva *fado vitória*
Repertório de Helena Sarmento

Deitada na felicidade / Sobre a curva do teu peito
Tudo está no seu lugar
Não há sombra de saudade / O futuro onde me deito
É o presente por chegar
Tudo é esse momento / Esquecemos a cidade
Respiramos devagar

À distância do olhar / Um cinzento escurecer
A cidade ali ao lado
Proxenetas a vender / Prostituas a alugar
O amor desempregado

Vai de vinho o impotente / Pela veia a heroína
Preço d’oiro e prata fina
Pela curva descendente / Correm Zé e Serafina
Já depois de ser menina
Fica a vida pelo chão / A alegria num caixão
O seu corpo em cada esquina

Já foi nova já foi nua / Já deitou o sol na lua
A velha que pede esmola
No cruzamento da rua / Já no riso não flutua
Na saudade se consola

Sobre a curva do teu peito / Deitada na felicidade
Tudo muda de lugar
Esta paz onde me deito / É a fúria da vontade
Da revolta por chegar
Tudo é esse momento / Não esquecemos a cidade
Respiramos devagar