- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.200 LETRAS PUBLICADAS // 2.028.600 VISITAS // Janeiro 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

.

Olhos estranhos

Mote de Olegário Mariano / Glosa de Domingos Gonçalves da Costa
Popular *fado corrido*
Repertório de Fernanda Maria

Os teus olhos são dos tais
Que só se encontra uma vez
Deus fez os teus, não fez mais
Por ver o perigo que fez

Têm a cor do ciúme / Tão estranhamente anilada
Lindos como a madrugada / Etérios como o perfume
Suaves como o queixume / Da onda que se desfez
Levada pelas marés / Que à praia não volta mais
Os teus olhos são dos tais 
Que só se encontra uma vez

Mas vê-los a vez primeira / É ver a luz meiga e crua
Da lua, quando flutua / No azul do céu, altaneira
Teus olhos trazem cegueira / D’amor e de embriaguês
Será por isso, talvez / Que ao sabê-los tão fatais
Deus fez os teus, não fez mais
Por ver o perigo que fez