- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Chegam andorinhas negras

Fernando Campos de Castro / Maria José Gorgal
Repertório de Natércia Maria

Chegam negras Andorinhas / Aos limites da cidade
E as negras penas minhas / Já vestiram de saudade

Venceram longos caminhos / Mar e terra, vendavais
Só p'ra voltarem aos ninhos / Que deixaram nos beirais

Uma Andorinha que volta
Veste de negro e de saudade
Mas traz nos olhos á solta
Regressos e liberdade 

As Andorinhas, amor / Vestem de negro violento
Mas dão mais e mais cor / Ao frio do céu cinzento

Ser Andorinha em regresso / Meu amor, ai quem me dera
Ser apenas o começo  / Duma nova primavera