As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Mil janelas

Maria Duarte / Custódio Castelo
Repertório de Cristina Branco

Mandei rasgar mil janelas na alma
Para poder ver o mar de noite e dia;
Mas andam sempre fechadas
Porque os olhos me cegavam
De cada vez que as abria

De luto pelos meus olhos
Também elas andam cegas / E eram feitas p’ra olhar
Trago agora mil janelas
Inútilmente rasgadas na alma / E não vejo o mar

Abertas, cega-me a luz / Fechadas, falta-me o ar
De que servem mil janelas / Se não posso respirar

De que servem mil janelas / Se não posso ver o mar
Há-de haver uma janela / Que eu possa abrir sem cegar