<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Um grito à família

Letra e musica de Paco Gonzalez
Repertório de Carlos Barra 


Passou todo o ano sózinha na terra
A mãe da família que se dispersou
Um foi para França, o outro prá guerra
E a filha casada também a deixou

Seus ossos dobrados p’la força do tempo
São o movimento do amor feito vida
E à noite na serra, já perto ao Natal
Ela deita ao ar um grito à família

É como se o planeta estremecesse
No grito dessa mãe abandonada
Quando o amor dá tudo na semente
É triste a condição do *não tens nada*
Regressa molhadinha da chuvada
Ao casebre-solidão onde há tristeza
E o amor que gerou p’la vida fora
É porta que fechou àquela hora


Outro ano se foi e a mãe já velhinha
Lembra o seu primeiro e os outros também
Lembra o alvoroço da vida que tinha
E lembra a menina que há tempos foi mãe

P’ra ela o castigo do amor que gerou
Foi ter sido mãe no mundo de agora
E à noite na serra, sózinha gritou
Um grito à família por quem tanto chora