- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Ainda mais triste

Manuela de Freitas / Júlio Proença *fado esmeraldinha*
Repertório de Aldina Duarte

Era tão branco o chão em que eu pisava
Era tão negro o céu que me cobria
Por mais triste que fosse o que eu contava
Ainda era mais triste o que eu escondia

Por mais longa que fosse a madrugada
Ainda era mais longo aquele dia
Por mais triste que eu fosse assim calada
Ainda era mais triste o que eu dizia

Era tão grande o perigo de naufrágio
Maior que todo o medo que eu sentia
Por mais triste que fosse o meu presságio
Ainda era mais triste o que eu sabia

Mais triste do que a morte era a tristeza
Da vida que me davam, que eu pedia
Mas ainda mais triste era a certeza
Que ser apenas triste era o que eu queria