As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Apelo

Pedro Homem de Melo / Pedro Pinhal
Repertório de Joana Amendoeira

Quem quer que sejas, vem a mim apenas
De noite quando as rosas adormecem
Vem quando a treva alonga as mão morenas
E quando as aves de voar se esquecem

Vem a mim quando até nos pesadelos
O amor tenha a beleza da mentira
Vem quando o vento acorda em meus cabelos
Como em folhagem que ávida respira

Vem como a sombra quando a estrada é nua
Num risco de asa, vem serenamente
Como as estrelas quando não há lua
Ou como os peixes, quando não há gente