- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Boneca de porcelana

António Rocha / Casimiro Ramos *fado três bairros*
Repertório de António Rocha 

Boneca de porcelana
Chamei-te um dia, a brincar
Talvez por louco me tomem;
Qualquer pessoa se engana
Errei, por tal te chamar
Errar é próprio do homem

Como jóia de valia
Peça da mais rara arte / Ou coisa d'estimação
Coloquei-te nesse dia
Num lugar que tinha à parte / Dentro do meu coração

Afinal, és o contrário
E eu pobre cego não via / Que és objeto comum
Peça de barro ordinário
Não passas de fantasia / Coisa sem valor algum

Mesmo assim, fico pensando
Que apenas quero viver / P'ra este amor que te dou

Sei que continuo errando
Errar continua a ser / Próprio do homem que sou