- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Em tudo na vida há fado

Letra e musica de António Alvarinho
Repertório do grupo Al Mouraria

Em tudo na vida há fado / Embora diga que não
Fado é destino marcado / Fado está escrito na mão

É jura d’amor, sentida / Ódios, ciúmes fatais
Com tanto fado na vida / Não há dois fados iguais

Sentir a falta de alguém... é fado
Beijar a face da mãe... é fado
Estar teso e não ter vintém... é fado
Não dever nada a ninguém... é fado
Cantar com amor p’ra vocês... é fado
Ter algo no fim do mês / é fado
Chegar a casa cansado
Deitar-se p’ro lado e a mulher a ver
E nada poder fazer... é fado
Ter na mesa um bom cozido, prato preferido
E não poder comer
O que é que se há-de dizer... é fado

Ninguém sabe donde vem / Ninguém sabe onde está
As voltas que a vida tem / As voltas que o fado dá

O fado a um é passado / A fado a dois é saudade
E p’ra mostrar que é verdade / Cantem comigo este fado