- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Bendito amor *JFC*

José Fernandes Castro / Custódio Castelo *um grande amor*
Repertório de Mariana Correia

Bendita seja a luz desta cegueira
Que não me deixa ver-te tão distante
Bendito seja o sol desta canseira
Que faz desta saudade uma constante


Bendita seja a dor que me consome
E dá voz ao meu verso magoado
Bendita seja a graça do teu nome
Que dá novos motivos ao meu fado


Bendita seja a cor da solidão
Que tenho, muito embora não a queira
Bendito seja o fogo da paixão
Que arde, até à chama derradeira


Bendita sejas tu... porque te quero
Bendito seja eu... porque me dou
Meu fado, é um poema que venero
Teu fado, é uma luz que me cegou