- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Brinquedo de infância

Mário Raínho / Jaime Santos *fado alfacinha*
Repertório de Fernando Maurício

Tive um brinquedo em menino
Julgo que ninguém mo deu
Um cavalo pequenino
Mas que era somente meu

Não sei se foi minha mãe / Se esse cavalo me deu
Não sei até se o achei / Mas o cavalo era meu

Eu cavalgava, corria
/ No meu cavalo plebeu
E que feliz me sentia
/ Porque o brinquedo era meu

Hoje adulto já não conto
/ Em voltar a ser petiz
Mas em sonhos ainda monto
/ O meu cavalo, e sou feliz